domingo, 19 de abril de 2015

O padrão clássico de uma sessão de hipnose






Uma sessão de hipnose pode ser resumida em alguns passos, vamos então tomar o tempo para dividir um por um com exemplos.

A sessão típica onde iremos hipnotizar uma pessoa na rua, por exemplo pode ser dividido em sete etapas. Nem todas são obrigatórias, algumas são opcionais, dependendo do contexto e do ambiente exterior.

1. Abordar um grupo de pessoas
2. O pré-talk
3. Teste de sugestibilidade
4. Indução
5. Aprofundar o transe
6. Sugestões (rotinas)
7. O acordar

Para ajudá-lo a entender melhor esses conceitos tão importantes como os outros, aqui está um resumo rápido e explicativo para si, inicialmente descrita de forma sucinta.

Com o pré-talk vamos primeiro preparar a pessoa para jogar o jogo e se deixar ir completamente. Temos de conseguir fazer com que eles se queiram voluntariar, por isso tem que se desmistificar a hipnose e torná-la mais aceitável para as pessoas abordadas.

Testes de sugestibilidade nos permitir testar (como o nome sugere) a recetividade das pessoas à hipnose para avaliar se eles respondem mais ou menos às nossas sugestões. Atenção! Saiba que uma pessoa, não recetiva às suas sugestões em um contexto particular, pode ser muito recetiva em outro contexto ou com outro hipnotista.

O próximo passo é induzir o transe tão profundo quanto possível no menor tempo. Assim, nós usamos principalmente induções rápidas ou instantâneas. Estes métodos são muito modernos
que reduzem o tempo de indução para menos de um minuto, ou até mesmo vários segundos.

Depois do transe instalado, ele deve se aprofundar continuamente com sugestões específicas, tendo em mente que é inútil aprofundar muito.

E então o que você pode fazer quando você tem uma pessoa sob hipnose?

No livro "hipnose para todos" , forneço algumas das sugestões que eu uso como parte das minhas saídas de hipnose na rua. Umas 15 sugestões estão disponíveis no livro.
Elas são classificadas por nível de dificuldade, e todos são acompanhados de exemplos de textos para ajudar você a entender melhor os prós e contras. A sua imaginação fará o resto.


Finalmente, um bom despertar permite que você termine a sessão com um máximo de sugestões positivas para que a pessoa hipnotizada mantenha uma memória agradável e inesquecível desta sessão de hipnose com você. Nunca subestime o poder das sugestões positivas.

Além disso, temos de garantir que a pessoa está bem "reconcertada". Caso contrário, uma má reconexão pode deixar a pessoa com uma sensação desagradável, muitas vezes acompanhada de dor de cabeça. Esteja atento e certifique-se de que as pessoas que você hipnotizou, estejam perfeitamente de volta ao seu estado normal.

#hipnose #hipnoseparatodos





Preparação da sessão: o pré-talk



 O pré-talk, um termo inspirado no Inglês, inclui tudo o que acontece antes do início da sessão de hipnose. Por mais louco que possa parecer, é no entanto, a chave para o seu sucesso.
É para passar alguns segundos, raramente mais, a explicar o que a hipnose é realmente, e por que uma pessoa hipnotizada pode manter a calma e se sentir segura o tempo todo. O hipnotizador também deve despertar a curiosidade e seduzir a pessoa a descobrir uma experiência nova e única. As pessoas devem sentir em suas palavras, que algo vai acontecer, sem saber exatamente o quê. Acima de tudo, não se perca em longos discursos.

"Você não vai obrigar-me a fazer a galinha, eh?"

Infelizmente, esta é uma pergunta que muitas vezes surge quando se lida com o assunto da hipnose. As pessoas têm medo de perder o seu livre-arbítrio.
Então, insistir no fato de que eles vão sempre permanecer totalmente conscientes e em plena posse das suas faculdades.
Entre as perguntas mais frequentes, há também aqueles que se perguntam se eles vão dormir sob hipnose, se vão esquecer tudo o que vai acontecer durante a sessão, se você pode forçálos a fazer algo contra sua vontade, se eles vão dizer coisas que teriam preferido manter em segredo, ou simplesmente se pode ficar preso no estado de hipnose. Nada disso é verdade. E agora que você sabe o que é realmente a hipnose cabe-lhe a si de encontrar as palavras certas para tranquilizá-los.Para as pessoas que estão convencidas de que a hipnose não terá qualquer efeito sobre elas, não os queira desafiar.
Proponha simplesmente para experimentar, ficar atento, sem ajudar ou resistir.

Pré-talk completo para o início da sessão

Quando a pessoa dá uma sensação de ter medo, ou quando tem uma imagem muito ruim da hipnose, eu recomendo que desmistifique com um pré-talk tão completo quanto possível e um conjunto de perguntas e respostas para procurar entender os seus medos para depois a poder tranquilizar.

"A hipnose é um estado natural, semelhante a todos os momentos do dia quando é absorvida por uma determinada tarefa. Se você está lendo um livro emocionante ou nas nuvens enquanto esta a conduzir, porque você sabe o caminho de cor, você entra em um estado muito próximo do da hipnose. Você vai permanecer plenamente consciente, lúcido, e isso é simplesmente devido à sua imaginação e à sua concentração, será capaz de viver o que é chamado fenómenos hipnóticos. Tudo é possível através da hipnose. E mesmo quando eu disser mais logo a palavra "dorme", isso não terá nada a ver com o sono. É ser apenas um estado de relaxamento profundo em que permanece totalmente consciente. Você vai continuar, a ouvir tudo, e a sentir tudo. A única diferença é que, se o aceitar, pode viver fenómenos que desconhecia até agora. Sugiro que tente alguns pequenos testes de imaginação para ter uma ideia melhor?"

O objetivo é atiçar a curiosidade, para inspirar a pessoa a segui-lo, e especialmente para seguir suas sugestões. Se a pessoa salta com perguntas mais específicas você pode responder.
Mas se você acha que as perguntas são infinitas, coloque um fim a isso e escolha outro voluntário. Você não está lá para fazer um curso de hipnose, a menos que seja um de seus familiares ou amigos, é claro. Nesse caso, você pode tomar todo o tempo necessário.





Testes de sugestibilidade



Os testes de sugestionabilidade não são indispensáveis. No entanto, eles são frequentemente usados antes da indução de transe hipnótico, a fim de avaliar a recetividade dos v oluntários as sugestões do hipnotizador. Em algumas ocasiões, estes testes podem constituir induções, em si mesmo, de modo que o mecanismo é semelhante. Eles são apresentados como exercícios de concentração e imaginação e não como testes binários (com sucesso ou fracasso), a fim de evitar que o hipnotizador ou o  voluntário sintam qualquer tipo de fracasso.Um voluntário que responde muito bem a esses testes é um bom voluntário!
Um voluntário em que estes testes não funcionam pode permanecer um bom voluntário!
No entanto, as induções, que têm os mesmos mecanismos serão a evitar. Estes testes irão dar-lhe informações importantes. Em primeiro lugar, a oportunidade de observar se a pessoa segue as suas sugestões. Uma pessoa que não segue as suas sugestões é um mau voluntário. Em seguida, eles identificam a pessoa sobre os primeiros sinais de transe. E não se esqueça, eles também oferecem a pessoa a oportunidade de experimentar novas sensações, o que resultará no reforço da confiança em você, e, assim, aumentar as chances de sucesso na continuação da sessão.  



Os dedos magnéticos




A pessoa pode estar na posição sentada ou em pé (a escolha). O objetivo deste exercício é que os dois dedos indicadores se aproximem como se eles fossem atraídos um contra o outro por dois ímanes poderosos. Isso geralmente é pelo qual a maioria dos hipnotizadores de rua começam. Este teste sugestibilidade é o mais simples e oferece uma taxa de sucesso quase absoluto.
Apenas as pessoas que voluntariamente resistem as sugestões falham neste teste. Na verdade, um espeto fisiológico entra em jogo.
O efeito pode mistificar literalmente uma pessoa que ira descobrir, pela primeira vez, os movimentos inconscientes. Este é o principal objetivo deste teste: garantir que eles fiquem na expectativa.

Se você colocar as mãos como na foto acima, e lentamente libertar os músculos dos dedos, eles vão naturalmente se tocar. Esta é uma ajuda considerável, e muitos são os que vão dizer isso, porque eles estão cientes deste pequeno truque. Não justifique, salte rapidamente para as mãos magnéticas (o
próximo, teste de sugestão), explicando que era apenas uma entrada e que não há nenhuma ajuda fisiológica com o próximo exercício.

A fim de preparar melhor a pessoa, vamos voluntariamente fazê-la seguir algumas sugestões básicas para a preparação do processo hipnótico. Pode-se por exemplo pedir para fazer uma respiração profunda, descruzar as pernas, mover um pouco para a direita ou para a esquerda.


Aqui está um exemplo do que você pode então dizer:

"Muito bem! Agora você vai imaginar que os indicadores se transformam em dois ímãs poderosos. E mais, esses ímanes se tornam grandes, na sua imaginação, mais esses dedos serão automaticamente atraídos um contra o outro, cada vez mais rapidamente. E mais, estes dedos se atraem, mais a força que une os dois ímanes se pode intensificar duas vezes mais forte, duas vezes mais rápido. Isso mesmo. E quando esses dedos se tocarem, você pode, naturalmente, deixar cair os braços ao longo do corpo e respirar fundo para se relaxar completamente."

Quando os dedos se tocarem, vá diretamente para as mãos magnéticas. Esta é um seguimento lógico e eu recomendo.



As mãos magnéticas



A pessoa pode estar em uma posição sentada ou em pé com ambos os braços estendidos à frente dela, e as palmas voltadas uma para a outra.
O objetivo deste exercício é que as mãos se juntem atraindo se uma contra a outra por dois ímãs poderosos. Este teste utiliza o ajuda fisiológica. Você deve aprender e dominar este exercício.
Eu utilizo o tempo todo, em todos os lugares. Isso é o que me permite começar sem problemas, uma sessão de hipnose improvisada, que me permite introduzir a hipnose para os céticos, que me permite convence-los de que a hipnose existe.
Este teste de sugestão é acessível a todos e ao domina-lo, vai ajuda-lo inevitavelmente na aprendizagem. A realização não poderia ser mais simples, e o único pré-requisito para alcançar é
ter no mínimo confiança para uma certa fluidez e uma velocidade de fala.

Eu recomendo fortemente que você explique sempre o que vai acontecer, antes de pedir a pessoa para fazer. Uma vez que as instruções sejam compreendidas e você mostrou o que se espera, a percentagem de falha é quase zero. A impressão de que uma parte do corpo se move por si só, é muito convincente, e vai-lhe trazer informações valiosas sobre a capacidade de concentração e imaginação do seu voluntário.
Você pode pedir para fazer este exercício, de olhos abertos ou fechados. No entanto, é óbvio que a utilização da nossa imaginação é mais simples com os olhos fechados. Para os iniciantes, o melhor é pedir a pessoa para fechar os olhos, para aumentar suas chances de sucesso.
Tudo é sugestão. Temos de estar convencidos, que isso vai funcionar, e ser convincentes. Você deve, realmente querer, você deve imaginar esses braços, que vão se aproximar mais e mais, e cada vez mais rápido! É quase preciso, que você fale ao braço, mais do que a pessoa.

"E quanto mais você está visualizando estes ímanes que estão se tornando cada vez mais poderoso em sua mente, mais essas mãos se juntam, como inevitavelmente atraídas uma a outra. Duas vezes mais rápido, duas vezes mais forte!"

Quando as mãos acabarem por se tocar, o exercício foi concluído. Você também pode terminar assim.


"Quando as mãos se tocarem, você pode inspirar profundamente e relaxar completamente todo o seu corpo."




A função da indução


Não é nem obrigatória nem legítima na realidade depende do uso que você quer fazer com a sugestão. Se o seu desejo é o de obter um máximo de fenômenos hipnóticos em um mínimo de tempo, eu até tenho tendência para dizer que a indução é um desperdício de tempo. Nós vemos regularmente na rua, onde temos muitas catalepsias e amnésias sobre pessoas no estado normal de consciência. Em outras palavras, sem indução nem aprofundamento. A indução ainda mantém objetivos muito específicos que aumentam a resposta a fenômenos hipnóticos dos nossos voluntários no contexto da rua e também serve como um catalisador para trazer as pessoas para um nível de
descontração e relaxamento profundo.Em geral, quando uma pessoa está em estado de hipnose, ela se
sente como desconectada da realidade, ou mesmo desconectada do seu corpo. Isto é chamado de "dissociação".
A pessoa pode sentir o seu próprio corpo exteriormente e sentir que já não é realmente seu. Em outras palavras, torna-se um espetador. O que eu estou tentando explicar é que, quando você joga com
os diferentes fenômenos hipnóticos no estado de vigília, não há (ou há pouca) dissociação inicialmente, ela instala-se gradualmente à medida que as sugestões se ligam de maneira
consistente e relevante. No entanto, a indução (especialmente aquelas com um padrão de rutura, ou choque) favorecerá dissociação rápida e súbita, que é então estabilizado com o aprofundamento e seguimento de sugestões. As pessoas que você hipnotizar terão reações diferentes de acordo com a sua capacidade de se deixar ir. Alguns vão literalmente sentir-se " a ir para bem longe" e você vai ter de ter o cuidado de os agarrar para evitar vê-los cair no chão. Outros, e eles vão ser a maioria, vão se sentir completamente normais e quase com a sensação de "fingir". Isso não é realmente um problema. Nesta fase da sessão, você quer é que eles joguem o jogo inteiramente.Você deve entender que, em alguns casos as pessoas não sentem que está a acontecer, alguma coisa especial durante a indução, simplesmente porque não houve dissociação. Por enquanto. Mas, por si só, não é tão importante. Sua rotina deve permitir que você se adapte. E se a dissociação for menor após a sua indução você simplesmente ira aprofundar o transe um pouco mais, até sentir que a pessoa se deixa ir e se entrega a um estado interior de relaxamento profundo.


O segredo de indução instantânea

O propósito de uma indução instantânea é induzir muito rapidamente um estado alterado de consciência, que vai promover ainda mais as respostas inconscientes do hipnotizado.
Isso pode surpreendê-lo, mas o verdadeiro segredo da indução instantânea é a autoconfiança. Se mostrar a pessoa que você tem certeza de si mesmo, e está confiante de que ela ira entrar em transe, a técnica tem pouca importância.
A técnica é uma ajuda muito relativa em comparação com a importância de sua convicção. A pessoa deve ver em você um hipnotizador. Acontece regularmente que a única diferença entre sucesso e fracasso com a indução deste tipo, não é outro senão a perceção que o voluntário tem dos seus talentos como hipnotizador. É por isso que eu insisto com tanta frequência que você precisa de parecer ser, o melhor de todos os hipnotizadores.
Se a pessoa acredita nas suas habilidades, as suas chances de sucesso são muito maiores. É importante ressaltar que a palavra "DORME" é muito ligada na nossa cultura como a palavra que
permite a entrada em um transe hipnótico. No entanto, pode-se usar qualquer outra palavra, a partir do momento em que explicamos bem o que isso significa para nós.
Lembremos que: ninguém dorme realmente, e se tivéssemos explicado que quando dissermos a palavra banana a pessoa iria cair num profundo estado de relaxamento, isso poderia também
funcionar muito bem. Indução é imediata, porque se pode por uma pessoa num estado
de transe profundo dentro de alguns segundos. No final, todas as induções instantâneas são semelhantes e seguem um padrão muito específico.

-Por a atenção do sujeito num (ou mais), ponto específico.
-Interrupção de padrão ou choque.
-O "gatilho", muitas vezes a palavra DORME
-Aprofundar o transe

Após a indução, e mesmo se você não está convencido do seu sucesso, aprofunde o transe imediatamente. Às vezes, a pessoa pode sorrir quando colocada em transe, pela surpresa, isso não
diminui a profundidade do transe. Não assimilar o estado de transe a um estado vegetativo.
Poderia muito bem se coçar o nariz, e estar perfeitamente em transe.


Exemplo de Indução das mãos magnéticas

O princípio é o mesmo, que no teste de sugestionabilidade mãos magnéticas, exceto que você não vai esperar que as mãos se toquem. Em vez disso, você irá adicionar um pouco de choque que vai mergulhar a pessoa em transe hipnótico profundo.Utilize esta indução quando você realizar o teste
sugestibilidade das mãos magnéticas e estiver convencido de que a pessoa é muito recetiva às suas sugestões. Mas se ainda não estiver convencido, utilize-o como um simples teste, de seguida faça uma indução de aperto de mão, também disponível na versão completa do livro "hipnose para todos". Por exemplo, se você vir que as mãos se aproximam aos solavancos, obviamente, a um ritmo relativamente rápido, não hesite mais para usar esta indução. Quando as mãos estiverem a
meio, diga à pessoa o que vai acontecer em seguida.

"Quando estas mãos se tocarem, você poderá relaxar todos os músculos do corpo. E quando eu disser a palavra dorme, que não terá nada a ver com o sono. Sua cabeça vai cair para a frente, e você entrara num profundo estado de relaxamento, permanecendo direito e equilibrado."

Finalmente, quando as mãos estão prestes a se tocarem, vamos fazê-las juntar-se de repente, e ao mesmo tempo puxar levemente a pessoa para nós (para fazê-la sentir-se cair para a frente) pressionando levemente atrás da cabeça, para fazer com que a cabeça caia para a frente. Resta apenas encontrar o momento certo para dar o comando "Dorme", geralmente é quando você juntar as suas duas mãos. Leve algum tempo para explicar antes, que quando as mãos se tocarem o seu voluntário
devera "voluntariamente" descontrair e relaxar completamente. E quando você juntar as suas mãos, acompanhe-o muito rapidamente:

"Isso mesmo! Muito bem. Relaxe completamente. Mais e mais profundamente relaxado. Calmo e sereno. Você está indo muito bem."

Se você não tem essa abordagem reconfortante seu o voluntário não se vai deixar ir, especialmente depois de ter sido "surpreendido" com o impacto.



 O aprofundamento

Aprofundar o transe é amplificar o fenómeno de dissociação. O objetivo é que a pessoa se sinta deslizar para dentro de si mesma, acompanhada por um agradável relaxamento. O corpo e a mente são dissociados um do outro. O objetivo é enviar a mente analítica da pessoa para segundo plano e trazer para a superfície o inconsciente.
Qualquer aprofundamento geralmente é baseado em dois princípios:

-Dar sugestões.
-Aumentar a sensação de relaxamento profundo e dissociação.

As sugestões são a essência da hipnose. E assim é, naturalmente, um elemento-chave para o aprofundamento de transe. Cada sugestão que a pessoa vai inconscientemente seguir terá o efeito de aumentar o transe um pouco mais. Quando eu uso a palavra transe, não se deve imaginar que a
pessoa vai se "zombificar" gradualmente. Eu poderia substituir a palavra transe por "sugestionabilidade". Para mim, a ascensão do transe é visível, e tátil, do momento
que as sugestões cada vez mais complexas são aceites pelo inconsciente.
Dar sugestões. Essa é a chave. Seja qual for a sugestão: imagine uma cena, respire fundo, relaxe, concentre-se na respiração, fixar um ponto, mudar de posição... Em geral, em 90% dos casos, vamos dar prioridade ao aprofundamento de relaxamento com a sensação de mergulhar dentro de si
mesmo, e, assim, aumentar o fenômeno de dissociação, tão característico do estado hipnótico.

Contagem

A contagem regressiva é, sem dúvida, a técnica mais simples, e mais eficaz. A partir de cinco por exemplo, vamos sugerir para a pessoa que cada número que dissermos, ela se sentirá duas
vezes mais profundamente relaxada e chegando a zero cada músculo ficará total e completamente descontraído e ela entrará profundamente no interior dela mesma.


Fenómeno hipnótico


O Fenómeno hipnótico poderia ser definido como o resultado de uma sugestão. Este último não é outro senão a proposta para a pessoa hipnotizada experimentar fenômenos físicos e psíquicos
sem a intervenção voluntária da consciência. No entanto, os fenómenos hipnóticos têm a vantagem de serem acontecimentos que são palpáveis para o indivíduo ao contrário do simples relaxamento. No contexto da hipnose na rua, os Fenómenos hipnóticos desempenham um papel crucial.
De facto é o que faz despertar uma mudança. Quando alguém chega e diz muito claramente " Eu gostaria de tentar mas não acredito na hipnose", o nosso objetivo torna-se muito simples: provocar nele um máximo de fenômenos hipnóticos a fim de convencê-lo da existência da hipnose.
Se nós apenas lhe oferecermos uma sessão de relaxamento simples, ele vai se sentir certamente em grande forma, mas estará longe de ter mudado de ideia sobre a hipnose. Ele irá dizer-lhe que nunca teve a sensação de estar em um estado de hipnose. Mas apenas relaxado. A hipnose é essencialmente uma dissociação com a realidade que nos permite criar uma nova realidade.
Se criarmos a dissociação sem construir a nova realidade (fenómenos hipnóticos), o transe perde todo o interesse no contexto da rua. Os Fenómenos hipnóticos tem também outras vantagens. Ele diverte, seduz e abre mentes. Ele é o catalisador que permitirá que o voluntário tome consciência da força que
existe dentro dele.
"Eu sou realmente capaz de fazer tudo isso? Uau!".

Em seguida o pássaro faz o seu ninho, e esta experiência inesperada em um contexto comum como a rua, pode causar mudanças ainda maiores.

"Mas se eu sou capaz de esquecer o meu nome assim, então deve ser igual para parar de fumar. E se eu tentasse a hipnose para parar de fumar?"

Claro que isso não é o seu papel de ajudar a curar este vício, mas você abriu uma porta e o profissional que vai cuidar desta pessoa, terá 50% do trabalho já feito sem saber.



O acordar


Falamos de acordar, mas na verdade é apenas dar boas sugestões para que a pessoa se senta bem quando a sessão de hipnose chegar ao fim. Em nenhum momento ela dormia, ou tinha perdido a consciência de tudo o que a rodeava.
Quando uma pessoa se voluntaria, oferecer um final de sessão, revigorante e agradável é o mínimo que devemos fazer. Quando uma sugestão, pode ir até você se tornar invisível, imagine o que uma sugestão, de bem-estar pode dar a pessoa. Este passo pode ser opcional para a maioria das pessoas que não se deixam ir completamente durante a sessão de hipnose. Para outros, o acordar é obrigatório, caso contrário, a pessoa pode sentir-se mal por vários minutos. Este estado é semelhante a uma grande ressaca, e é claro que a última coisa que você quer é deixar um de seus voluntários neste estado. O acordar poderia ser resumido com "1, 2, 3, acorda" seguido de um estalar de dedos.
Mas isso seria demasiado brutal. Quando se favorece, o bemestar e sugestões positivas de forma mais ampla, é bom aproveitar esta fase para dar a pessoa a mais importante de todas as sugestões, que permanecerá vários minutos ou dezenas de minutos após o final da sessão de hipnose. Deve ser de
maneira progressiva e positiva. Um voluntário acordado bruscamente pode não estar totalmente restabelecido. E inversamente, outro pode precisar de um pouco de choque para se reconetar completamente com a realidade. Cabe a você de se certificar que a pessoa está totalmente acordada.
E para isso, não há trinta e seis mil soluções. Pergunte à pessoa como ela se sente!

"A próxima vez que você abrir os olhos, vai se sentir bem como depois de uma boa noite de sono, em grande forma, e totalmente revigorado. No entanto, isso não vai impedi-lo de dormir bem esta noite, acordando de amanhã no momento adequado e na sua melhor forma."

OU

"A próxima vez que você abrir os olhos, vai se sentir, tão bem como depois de uma ou duas horas de uma ótima massagem. Cada músculo e cada fibra do seu corpo estarão completamente relaxados e descansados."

Esta última impressão, vai ser a mais lembrada para a pessoa hipnotizada. Se se lembrar que teve uma dor de cabeça no final da sessão de hipnose, ela vai ser muito mais hesitante para começar de novo. Abaixo está um exemplo de um acordar completo que eu recomendo que você siga.

"Daqui a pouco, eu vou contar até cinco, e você volta aqui e agora, se sentindo maravilhosamente bem. Vai se sentir como depois de uma boa noite de sono ou uma longa massagem. Mas entenda que a hipnose não tem nada a ver com o sono, e quando for para a cama hoje à noite você dormirá muito facilmente, e irá acordar amanhã à hora desejada totalmente descansado e revitalizado. Um, pode
sentir pouco a pouco todos os músculos e os nervos do seu corpo a recuperar o seu estado natural. Dois, respirar fundo e sentir todo o oxigênio que o enche de energia positiva da cabeça aos pés. Três, pode sentir essa energia positiva que se espalha por todo o corpo, dedos, mãos, braços, pernas. Quatro, pode respirar fundo novamente, e visualizar todo o ar puro que revitaliza todo o seu corpo. Cinco, quando quiser pode abrir os olhos e desfrutar de toda a energia e bem-estar!"






 

Segurança e Ética



Sua abordagem na hipnose deve ser condicionada por certos princípios. Eu recomendo fortemente que os siga para evitar quaisquer problemas. A segurança do seu voluntário é a primeira prioridade. Não importa os seus objetivos na hipnose a segurança é primordial. Você é responsável pelos seus
voluntários. Trate-os com respeito e dignidade. Nunca sugerir fenômenos hipnóticos que os possam pôr em perigo. Nada de quedas para o chão, nada de sugestões emocionais muito fortes, não usar memórias que pode ser dolorosas. Apenas sugestões positivas durante toda a sessão, e acima de tudo, no final, um acordar limpo e impecável.


Segurança para as induções

-Não corra riscos desnecessários. Não use induções violentas que podem fazer perder o equilíbrio dos seus voluntários. Isso pode ser espetacular, mas se ele cair e se magoar, você é
responsável.

-Algumas precauções adicionais com a maioria das induções instantâneas que introduzem um efeito de choque. Quando você puxa o braço, certifique-se de que a pessoa não tenha nenhum problema com os ombros, braços ou costas. Da mesma forma, evitar induções instantâneas em pessoas com problemas cardíacos. Em vez disso, use a indução de Elman, que é muito mais suave.

-Algumas induções exigem que você toque a pessoa. Entre amigos, não se preocupe. Mas com desconhecidos é melhor pedir autorização entes de o fazer. Se não risca-se a ter uma surpresa.

-Nunca diga "Dorme!" Enquanto não tiver certeza que pode agarrar a pessoa, se não ela arrisca-se a perder o equilíbrio e cair. Um astucia muito simples (mas tem suas falhas, isto não é necessariamente infalível), você pode simplesmente especificar que:

"Não importa o quão profundo é o seu relaxamento, você permanecerá sempre em pé e equilibrado."
 

Uma pequena frase aparentemente inofensiva, mas que tira uma grande parte do risco de queda.





Facebookhttps://www.facebook.com/hipnoseparatodos?fref=ts

Blog- http://www.hipnosetodos.blogspot.com

Forum- http://www.hipnose.forum-officiel.com/forum




#hipnoseparatodos

Sem comentários:

Enviar um comentário